Notícias

Crônicas e memórias em publicação

23 de setembro de 2016

Lino Raposo Moreira lança hoje, às 19h, na Academia Maranhense de Letras, o livro “A casa e outras crônicas e memórias”, coletânea de artigos publicados em O Estado sobre vários temas
Lino Raposo Moreira reuniu crônicas em livro (Foto: Flora Dolores / O ESTADO)

Lino Raposo Moreira reuniu crônicas em livro (Foto: Flora Dolores / O ESTADO)

A crônica é vista por muitos como um gênero que fala sobre o efêmero, por isso mesmo, tem caráter momentâneo. Mas não é o que pensa o economista e escritor Lino Raposo Moreira que lança hoje, às 19h, na sede da Academia Maranhense de Letras (AML), o livro “A casa e outras crônicas e memórias”. A publicação sai pelo selo da AML, instituição da qual o escritor é membro e ex-presidente.

O livro reúne crônicas escritas por Raposo Moreira entre janeiro de 2003 e dezembro de 2008 e publicadas em O Estado, jornal do qual é colaborador desde 2000. Este é o segundo livro de crônicas do autor, que publicou “Pedaços da Eternidade”, em 2002, também com textos de O Estado.

Para selecionar o material que compõe o novo livro, Lino Moreira contou com a ajuda do primo e amigo Luiz Alfredo Nunes Raposo, que mora em Recife (PE). “Assim como eu ele é economista e também muito próximo à literatura. Dei a ele a tarefa de fazer este crivo que para mim seria uma tarefa muito difícil”, diz.

Nas mais de 300 páginas, o autor fala sobre temas variados como política nacional, literatura, música e cotidiano. As 75 crônicas que integram a obra foram divididas por ordem cronológica. “Estão no livro aquelas que têm caráter mais abrangentes, que embora de caráter momentâneo, podem servir para as futuras gerações”, explica o autor.

A obra tem apresentação assinada por Luiz Alfredo Nunes Raposo. “Como reza o figurino, nosso autor fala quase sempre de um assunto da hora, sacado das manchetes de jornais (…). Mas o leitor de hoje constatará que Lino não é o cronista de sua cidade strictu sensu. (…) Lino é um cidadão do mundo plantado à beira-mar de São Luís. Mas, ao mesmo tempo, uma voz do mundo-Maranhão”, escreveu Luiz Alfredo Nunes Raposo.

Revisão

“A Casa e outras crônicas e memórias” passou por revisão e algumas crônicas tiveram seus títulos originais alterados. É o caso de “Outra Casa, outra vida”, que passou a se chamar “A casa”; e “Coque, coque” rebatizada de “Choque Ideológico”.

Sobre a crônica que dá nome ao livro, ele afirma tratar-se de uma memória que registra a casa na qual ele nasceu e passou a infância e juventude, situada no Monte Castelo. Ainda sobre o Monte Castelo, o escritor lerá, no lançamento, a crônica “Rei morto”, sobre uma figura que andava pelas ruas do bairro e que povoou sua imaginação de menino. Também lerá “Honesto desconhecido”, sobre um político de Rondônia que foi o único a não se envolver em um determinado escândalo do estado, mas que sequer teve seu nome divulgado na época.

O livro tem capa de Edgar Rocha, projeto gráfico e editoração do próprio autor e revisão dele e de Alberico Carneiro.

O economista, que já ocupou cargos no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, Ministério do Planejamento, foi secretário Executivo do Programa Grande Carajás, secretário de Meio Ambiente no Maranhão e ocupou a Subgerência de Desenvolvimento Econômico do Maranhão. Aposentado, Raposo Moreira prepara um novo livro para o ano que vem.

Trata-se de um livro que reunirá crônicas de Machado de Assis nas quais ele cita o Maranhão ou maranhenses. “Entre pausas e retomadas já se vão uns 20 anos de pesquisa. O trabalho está bem adiantado e minhas fontes de pesquisa foram as mais diversas, inclusive na Biblioteca Nacional”, ressalta.

Serviço

O quê

Lançamento do livro “A casa e outras crônicas e memórias”, de Lino Raposo Moreira

Quando

Hoje, às 19h

Onde

Academia Maranhense de Letras (AML), Rua da Paz, Centro

Preço

R$ 35,00 (à venda no local)