Notícias

Chão de histórias

9 de setembro de 2017

“Breve História das Ruas e Praças de São Luís”, de Domingos Vieira Filho, é relançado pela Academia Maranhense de Letras; obra está na terceira edição

SÃO LUÍS – Mais de 40 anos depois de sua segunda edição, o livro “Breve História das Ruas e Praças de São Luís”, de autoria de Domingos Vieira Filho ganha, pela Academia Maranhense de Letras (AML), sua terceira edição. A obra reúne informações não apenas de ruas e praças, como sugere o título, mas se estende também a avenidas, becos, largos, travessas e parques especialmente os que compõem o Centro da cidade.

O presidente da Academia Maranhense de Letras, Benedito Buzar, explica que esta edição é um presente da AML pela passagem dos 405 anos de São Luís. “Trata-se de um livro muito solicitado pelo público. Estudantes, professores e pesquisadores, além de curiosos sobre a história de São Luís cobravam uma edição mais recente do livro, já que a última estava há muito tempo esgotada. Assim, esta terceira edição chega no aniversário da cidade como um presente da Academia”, observa o presidente ressaltando que ainda não há data para o lançamento da obra, que pode ser adquirida na livraria da AML.

A primeira edição de “Breve História das Ruas e Praças de São Luís” data de 1971. A segunda veio dois anos depois, em 1973. “Por coincidência, o relançamento ocorreu no momento em que o então prefeito de São Luís, Haroldo Tavares, criava uma comissão de figuras ilustres para dar ordenamento à nomenclatura das ruas da capital maranhense”, relembra Bendito Buzar. O livro tem a edição atual patrocinada por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, do Governo do Estado.

Nomes

Na obra, Domingos Vieira Filho se esforça em mostrar, a partir de pesquisas, a história dos logradouros da capital, bem como a origem de seus nomes ora de vultos renomados, ora pitorescos e engraçados. Alguns destes foram modificados com o passar dos tempos, outros mantidos até hoje. “A cidade cresceu muito da década de 1970 para cá, mas o Centro da cidade, que é onde o Domingos se detém, mudou muito pouco, o que torna a obra atual”, destaca Bendito Buzar.

Diferente das duas edições passadas, esta traz registros iconográficos da cidade a partir de imagens do “Álbum Maranhão 1908”, de Galdêncio Cunha. Imagens retiradas do livro do fotógrafo ilustram as páginas da terceira edição de “Breve História das Ruas e Praças de São Luís”.

No texto de introdução do livro, o autor deixa claro as dificuldades que teve, assim como outros pesquisadores, em registrar o tema. “Árdua sem dúvida a viagem em busca de notícias e informações sobre as ruas desta cidade…quanto aos nomes, que devem datar mais ou menos copiosos de 1734 para cá, há uma confusão simplesmente indescritível. Antônio Lopes, grande amoroso da cidade, disse com muito chiste que as ruas de São Luís mudavam de nome como os homens da edilidade mudavam de camisa… e que nomes inexpressivos têm algumas hoje”, escreve Domingos Vieira Filho.

Ainda no texto de abertura, o autor se detém sobre aspectos como limpeza e conservação das vias, iluminação, topografia, leis, entre outros temas. Em “Breve História das Ruas e Praças de São Luís” Domingos Vieira Filho registra mais de 200 ruas por ordem alfabética. Em cada uma o autor regata curiosidades, nomes antigos e os motivos que levaram às mudanças.

Autor

Além de resgatar um importante registro da história da cidade, a obra é ainda uma referência ao seu autor. Domingos Vieira Filho. Nascido em São Luís em 1923, faleceu em sua cidade natal em 1981.

Era um estudioso do universo linguístico-cultural maranhense. Foi professor, advogado, escritor, jornalista, pesquisador e folclorista. Escreveu mais de uma centena de obra entre as quais se destacam “A linguagem popular do Maranhão”, “Folclore Brasileiro: Maranhão”, entre outros. “Populário Maranhense” é sua biografia póstuma. Deixou inacabado o livro “A cultura maranhense”, uma coletânea de artigos sobre escritores, artistas, políticos, estadistas, poetas, etc. Em sua homenagem, o Centro de Cultura Popular foi batizado com seu nome.