Blog

Academia Maranhense de Letras

Ceres Costa Fernandes

Cadeira cerescostafernandes


O DELICIOSO SÃO JOÃO INCORRETO

4 de julho de 2020

Ah, poder ser tu, sendo eu! Ter a tua alegre inconsciência, / E a consciência disso!… ( Fernando Pessoa) É cada vez mais difícil ser feliz. Coisas antes inocentes, tais como empinar papagaio, tocar fogos de artifício, soltar balões, acender fogueiras nas ruas, transmudam-se em crimes hediondos. Linhas de papagaios provocam apagões, morte por eletrocussão e até por seccionamento de carótidas de motoqueiros! Belos e “inocentes” fogos, brincadeira de crianças de antanho, são responsáveis pela mutilação de milhares de pessoas! Os balões, vilões maiores, artefatos do demo, incendeiam refinarias e plantações. A tristeza de ser consciente volta meu olhar para […]


Joaquim Haickel

Cadeira 37


Carta para mim mesmo

4 de julho de 2020

Meu caro Joaquim, Escrevo-te essas mal traçadas linhas… Penso que seria assim que eu começaria uma carta se vivêssemos no final do século XIX e o mestre Machado tivesse acabado de publicar o seu maravilhoso Memórias póstumas de Brás Cubas, um de nossos livros favoritos, o qual lemos quando tínhamos 14 anos, o que nos fez querer ser escritor… – Foco seu Jota!… Sabes, se tivesse que escrever-te essa “missiva”, à mão, com uma caneta-tinteiro e em papel de carta, daqueles bem fininhos… Disléxico, gastaria uma enormidade de papel, pois os erros seriam muitos… Ainda bem que estamos na segunda […]


José Carlos Sousa Silva

Cadeira 33


A Terra é de todas as pessoas

4 de julho de 2020

Na Terra todas as pessoas nasceram, vivem e morrerão. Por isso, deve ser sempre examinada e protegida, em benefício de todos os seus ocupantes. Na Terra estão todos os povos residindo, trabalhando e estudando. São, portanto, merecedores de permanente proteção. A Terra nunca deve ser danificada ou diminuída, pois ela é o lugar único de habitação de todas as pessoas. Mesmo após a morte da pessoa o seu corpo fica sepultado na terra. A sua alma, espírito, fica nela também em conseqüência de tudo o que realizou, concretizou através do uso da inteligência e da cultura. A Terra deve ser […]


Natalino Salgado

Cadeira 16


Os vírus, as pandemias e as alterações históricas

4 de julho de 2020

Certamente, uma das pandemias mais icônicas foi a Peste Negra na Europa dos anos 1346 e 1353, quando teve seu auge. Estima-se que, na Eurásia, morreram entre 75 e 200 milhões de pessoas. Não se tem notícia de uma pandemia tão devastadora, com impactos que duraram décadas. Entretanto, as pandemias sempre trouxeram grandes alterações sociais, apesar das consequências trágicas que carregam, na exorbitância de dores e sofrimentos; no exorbitante número de enfermos e de mortos. Tanto que não é exagero dizer que elas foram uma das mãos que moldaram nossa história, mudando a arquitetura das casas, influenciando o espaço urbano […]


Benedito Buzar

Cadeira beneditobuzar


Serviços Públicos na República Ludovicense

4 de julho de 2020

SÃO LUÍS- Na semana passada, o Senado Federal aprovou o Projeto de Lei que cria o Marco Legal do Saneamento, que altera o atual modelo de contrato de programas junto a empresas estaduais de água e esgoto e abre concessão para empresas privadas, ato com repercussão no Maranhão, pois permitiria que a Caema – Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão viajasse do domínio público para o privado e transformada em empresa viável, como aconteceu, anos atrás, com a Cemar- Companhia Energética do Maranhão, comprada pela Equatorial Energia. Voto da Bancada Esse importante projeto de lei, ao ser votado no Senado, […]


Ewerton Neto

Cadeira 11


COMO SER SÁBIO NA PANDEMIA

2 de julho de 2020

A Pandemia não modifica as pessoas, apenas mostra o que elas são.   Não precisa ser nenhum sábio, basta ser apenas um observador para concluir isso. Sim, porque é justamente nas situações extremas que os seres humanos mostram suas verdadeiras faces, com máscaras ou sem máscaras.Os exemplos são muitos, bastaria lembrar mais da metade dos respiradores comprados que jamais chegaram aos doentes, ou, então, os milhares de brasileiros que se apropriaram da ajuda de custo destinada aos carentes.   Neste caso, a Pandemia não aprimorou a dose de canalhice dessa corja, apenas a exibiu.Mas a frase original não é essa, mas sim “O poder […]


Benedito Buzar

Cadeira beneditobuzar


A bravura e competência de Kátia Bogéa

20 de junho de 2020

Em março de 2016, a historiadora Kátia Bogéa foi nomeada presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, pelo presidente Michel Temer, por indicação do ex-presidente José Sarney, que conhecia e acompanhava o extraordinário trabalho técnico que realizava na Superintendência do IPHAN no Maranhão, ao longo de 12 anos, em que se dedicou integralmente à causa da recuperação do patrimônio histórico e artístico de São Luís. Ao assumir a presidência da República, Jair Bolsonaro, manteve Kátia Bogéa no cargo, supondo-se assim o seu reconhecimento ao incansável trabalho por ela desenvolvido em favor da preservação do patrimônio das cidades brasileiras, […]