Blog

Academia Maranhense de Letras

José Carlos Sousa Silva

Cadeira 33


O Maranhão nunca deve ser dividido

31 de agosto de 2019

Eu nunca aceitei, não aceito e não aceitarei, em hipótese alguma, que o Estado Maranhão tenha o seu território dividido a fim de que nele seja criado e instalado outro Estado.

Considero essa idéia absurda, cruel, desumana, sem nenhum conhecimento sobre a grandeza, a beleza, a riqueza e a importância do território maranhense completo para o povo brasileiro e na sua composição estatal como integrante justo, correto, legal, legítimo na composição da República Federativa do Brasil.

O povo maranhense merece respeito integral de quem quer que seja e no exercício de qualquer poder estatal no território brasileiro ou fora do Brasil.

O povo maranhense sempre mereceu, merece e merecerá ser tratado com muito respeito à sua integridade física, biológica, psicológica, sociológica, histórica e econômica na construção do Maranhão inteiro e na sua perfeita permanência integral na busca do melhor para o Brasil completo e assim continuar sendo merecedor dos aplausos de todos os povos no mundo.

Sou maranhense puro. Sei onde nasci, como nasci, como cresci e hoje sou o que sempre quis ser: advogado, jornalista, professor universitário, mestre em Direito e membro efetivo da Academia Maranhense de Letras.

O Estado Maranhão é minha terra – berço. Do seu imenso território eu sempre vi e aplaudi o Piauí, o Pará e o Tocantins, que sempre foram e continuam sendo seus magníficos vizinhos e assim como também o Oceano Atlântico.

Peço, aqui, agora, a Deus, a todos os brasileiros, representantes dos demais Estados no Congresso Nacional, que não deixem que o território maranhense seja dividido para abrigar um outro Estado.

Já recebi muitos convites para trabalhar em outros Estados e nunca revelei a ninguém os nomes de seus autores, pois preferi e prefiro ficar em silêncio em respeito completo e muito amor aos meus conterrâneos e às minhas conterrâneas, e assim preferindo residir no Maranhão, e trabalhando nele e por ele.

Diante de tudo isso, hoje, aqui, não quero permanecer em silêncio diante da agressiva proposta de que no território maranhense seja instalado outro Estado.

Aqui, estou, e sei pensar, sentir, ouvir, falar e escrever e, usando sempre essas qualidades que Deus me concedeu, vou longe e até onde necessário para defender completamente o povo maranhense a fim de que dele não seja nunca subtraída parte do seu território, onde sempre viveu, vive e viverá fazendo o de melhor pelo Brasil inteiro e desse modo todos bem unidos.

O povo brasileiro não precisa de mais Estado na composição da sua República Federativa do Brasil, pois ninguém, neste país, está necessitando de mais quantidade em tal composição e, sim, de qualidade completa.

Todos os municípios que, até hoje, estão no território maranhense, são, sem dúvida, filhos do Estado Maranhão. Eis, portanto, aí mais um motivo para que, finalmente, os seus dirigentes nunca queiram dividir a sua grandeza e a sua importância histórica, econômica e política com algumas pessoas que não sabem pensar, sentir, ouvir e dizer diante dessa verdade onde está o povo maranhense inteiro e que é merecedor do respeito e da admiração de todos os brasileiros e assim unidos para sempre.

José Carlos Sousa Silva

Advogado, jornalista e professor universitário, membro da Academia Maranhense de Letras

E-mail: jcss@elo.com.br