Blog

Academia Maranhense de Letras

José Carlos Sousa Silva

Cadeira 33


Coleção Biblioteca Escolar

28 de setembro de 2019

Aqui, hoje, mais uma vez, eu quero e devo cumprir um dos meus deveres de cidadão brasileiro, especialmente nordestino e maranhense puro, após escrever este artigo e publicá-lo e para elogiar a iniciativa da Academia Maranhense de Letras, representada por seu digno presidente dr. Benedito Bogéa Buzar, ao determinar a publicação da “Coleção Biblioteca Escolar.”

Diante desse fato tão importante e de elevada repercussão positiva para muitos brasileiros, maranhenses, crianças, jovens, adultos e idosos, eu me sinto muito feliz, pois estou assim contemplando as grandezas das inteligências e das culturas de muitos Imortais na construção da literatura para eternidade.

Aí está registrado, inicialmente, quem foi, é e será sempre Jerônimo José de Viveiros, que através da sua própria inteligência e cultura chegou a ser ocupante da Cadeira nº 8 da Academia Maranhense de Letras, cujo patrono é Gomes de Sousa e é seu fundador A. Vieira da Silva e, atualmente, é seu ocupante Lino Raposo Moreira.

Eu quero também aqui ressaltar o desempenho extraordinário da Comissão Editorial da Academia Maranhense de Letras, hoje, composta pelos imortais Félix Alberto Lima, Joaquim Haickel, José Ribamar Neres Costa, Lourival Serejo e Sebastião Moreira Duarte, os quais realizaram, sem dúvida, importantíssimos trabalhos, produções prefeitas na literatura, e, por isso tudo, estão, hoje, como Membros Efetivos da Academia, acima citada.

A “Coleção Biblioteca Escolar”, acima mencionada, merece e deve ser lida diversas vezes por leitores e leitoras na busca da ampliação da inteligência e da cultura em benefício próprio e de muitas novas gerações.

Através dessa constante leitura serão encontradas lições do templo, do espaço físico, social, político, histórico e literário nos “Quadros da Vida Maranhense”: O Positivismo no Maranhão; Os Irmãos Azevedo; Vida Literária Maranhense; Figuras Maranhenses; Velhos Jornais do Maranhão; Política, Políticos; Humorismo e Sátira em Euclides Faria; As Bibliotecas Públicas de São Luís; Contos Pátrios (para as crianças); À Margem de Nossa História; Franceses e Holandeses no Maranhão; Recortes da Economia Maranhense; A Cidade de São Luís e suas Circunstâncias; Gonçalves Dias – Ensaio Biobibliográfico -.

Nos livros, está a fonte para a ampliação da inteligência e da cultura de cada leitor ou leitora e desse modo conquistará melhor espaço no seu meio social.

Recomendo, portanto, a todas pessoas que nunca deixem de ler, permanentemente, livros, através dos quais possam ficar mais cultas e permanecendo sob o brilho da cultura nas suas ações.

Nos livros, acima citados, está a certeza da grandeza da inteligência e da cultura dos seus autores e, em respeito a essas qualidades, foram bem escolhidos pelos~que, hoje, compõem a Comissão Editorial da Academia Maranhense de Letras, na qual estou e dela eu nunca vou sair, pois nela sinto-me muito feliz.

José Carlos Sousa Silva

Advogado, jornalista e professor da UFMA e Universidade Ceuma. Mestre em Direito pela UnB. Membro da Academia Maranhense de Letras

E-mail: jcss@elo.com.br