Blog

Academia Maranhense de Letras

José Carlos Sousa Silva

Cadeira 33


A união da solidariedade e da bondade

23 de maio de 2020

A união é ato ou efeito de unir. Tem força e vai longe. A solidariedade tem um sentido moral que vincula o indivíduo à vida da humanidade. A bondade é boa ação, benevolência e assim tem alcance eterno. Diante da certeza da importância dessa união, hoje, todas as pessoas devem unir-se, através da solidariedade e da bondade em defesa da saúde e da vida das pessoas no mundo.

Através de ações preventivas e repressivas urgentes, fundamentadas nas ciências e nas tecnologias, o Coronavírus deve ser conhecido completamente na sua origem e assim também os motivos de sua expansão no mundo. A sua finalização deve ser urgente.

Diante da realidade cruel, desumana, que o Coronavírus está causando, todos os povos estão em pânico e assim sofrendo muito. É necessário e imprescindível a união urgente da solidariedade e da bondade, através de ações de todos os povos, urgentemente, objetivando identificar, de forma eficiente, perfeita, completa, as causas, os verdadeiros motivos da existência e expansão do Coronavírus no mundo.

Estamos todos nós diante de um quadro universal, que é o pior de todas as épocas de todos os povos, que, hoje, estão sofrendo diante da existência do Coronavírus destruindo vidas e sem nenhuma definitiva solução.

Eu já escrevi um livro “Encontro Com As Palavras”, no qual estão, entre outros, dois poemas, um denominado “Solidariedade” e outro denominado “Bondade.”

No poema “Solidariedade” consta: “Solidariedade é muito importante, faz da vida humana força eterna, abraça ações e omissões fraternas, que ficam guardadas, nos corações. Nela se faz o bem para sempre, a sua atuação não exibe preconceito, tem o apoio de todas as pessoas, assim constrói o seu próprio berço. Ela é importante no mundo inteiro, não bate, não fere, acolhe a todos com amor, tem muito para muitos crescerem, nela está a certeza da sua grandeza. Ela canta e encanta e assim faz o bem, tem em si os melhores sentimentos, guarda para todos o melhor do universo, está assim merecendo sempre aprovação eterna.”

No poema “Bondade” consta: “Bondade está dentro e fora do ser humano, merece destaque e eterna conservação, nunca vai embora, fica para sempre, tem força interior e no exterior também. Ela vai longe e com ela o seu autor, é do bem contra o mal, tem tempo e espaço infinito, é um abrigo sem nenhuma dor. Bondade não faz mal a ninguém, sai de dentro do ser humano, levando-o para o coração de todos, onde fica aplaudida e assim eternamente.”

Assim sendo, peço a todos os povos no mundo inteiro a união completa através da solidariedade e da bondade na busca de soluções urgentes contra o Coronavírus, que permanece matando pessoas e também destruindo a paz e a felicidade das demais pessoas vivas, que estão, mesmo assim, diante da incerteza do seu futuro.

Não basta viver, pois o mais importante é como viver e sem medo de morrer. No mundo, hoje, os povos não conseguem este importante e elevado sentimento.

O Coronavírus é, hoje, um criminoso, dono do mundo, onde permanece colocando milhares de pessoas em prisão domiciliar sem prazo previamente determinado e também milhares de corpos dos humanos em covas em cemitérios.

Aqui, hoje, quero manifestar a todos as pessoas a minha solidariedade e apoiado na bondade, pedindo-lhes união permanente e perfeita contra o Coronavírus.


E-mail: jcss@elo.com.br