Blog

Academia Maranhense de Letras

Benedito Buzar

Cadeira beneditobuzar


As vacinações de 1904 e 2021

30 de janeiro de 2021

No Brasil, em dois momentos da sua história, a vacinação da população gerou problemas sociais e políticos de gravidade. Mesmo ocorrendo em épocas históricas distintas, um problema de saúde pública mostrou como o povo e o poder, no passado e no presente, agiram e se comportaram de modo visivelmente diferenciados. Em 1904, o Brasil era governado pelo presidente Rodrigues Alves. Em 2021, está sob o comando do presidente Jair Bolsonaro. Entre os dois governos, passaram-se 117 anos. Em que pese a distância cronológica e o posicionamento eloquente dos dirigentes da nação, a vacinação gerou problemas na sociedade e repercussões na […]


José Carlos Sousa Silva

Cadeira 33


Proteção à Cultura

30 de janeiro de 2021

A Cultura é o conjunto dos conhecimentos adquiridos. Está dentro do cérebro e do coração do ser humano que sempre quis a ampliação do conhecer. No ser realmente humano pode ser encontrado o interesse pela cultura. Se encontrado este interesse específico, o seu titular é merecedor de completa proteção e ajuda diante dos seus objetivos culturais. No artigo 215 da Constituição da República Federativa do Brasil está explicitado: “O Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais.” Esta regra […]


Natalino Salgado

Cadeira 16


Literatura, humanismo e antipsiquiatria

30 de janeiro de 2021

Dia 21 deste mês, como parte do Programa de Verão, foi realizada, na Academia Nacional de Medicina, a palestra Humanismo & Literatura: Machado de Assis de corpo e alma. O encontro virtual foi dividido entre Pedro Meira Monteiro, da Princeton University, dos Estados Unidos, que ministrou palestra sobre o tema “A convulsão do corpo: o Machado de Silviano Santiago”. A outra palestra foi ministrada por Marta de Senna, da UFRJ e da Fundação Casa de Rui Barbosa, com o tema “Sintoma, doença e delírio: dissimulações machadianas”, sob a coordenação desta última e a presidência de Marcello Barcinski. Faço questão de […]


Joaquim Haickel

Cadeira 37


Um spoiler necessário

30 de janeiro de 2021

Estiveram esta semana em São Luís a produtora de cinema Elisa Tolomelli e a diretora de assuntos institucionais dos canais Box Brasil, Jal Guerreiro. Elas vieram ver possíveis locações para realização do Projeto Arcanos, composto de um longa-metragem e uma série para TV que a princípio, deverá ser estrelada por Lília Cabral, Sidney Magal, Duh Moraes, além do ator português Ricardo Trepa e diversos atores maranhenses. Elisa foi produtora de “Central do Brasil”, “Cidade de Deus”, “Berenice Procura” e “Maria do Caritó”, entre muitos outros sucessos do cinema nacional, e Jal é responsável pela prospecção de novos projetos e abertura […]


Ceres Costa Fernandes

Cadeira cerescostafernandes


E, SE?

30 de janeiro de 2021

O porvir se afasta cada vez mais. O que era para o fim se 2020, passa para o começo de 2021, para março, e agora com o distanciamento da miragem da vacina total, que vai vir em conta gotas, com distribuição atabalhoada, e, como tal, será pouco eficiente. Não duvidem será mais um ano de confinamento, de desamor, de temor ao próximo. No Reino Unido, a vacinação começou em janeiro, em Londres, sei, por meio de ludovicenses residentes lá, que os habitantes estão em rígido lockdown, saindo apenas uma hora por dia. E assim ficarão até a completa vacinação, o […]


Ewerton Neto

Cadeira 11


AGRURAS DE UM MORTO-VIVO

29 de janeiro de 2021

Viver foi sempre uma aventura complicada, imprevisível, com muitos momentos prazerosos, mas que, infelizmente, um dia acaba mal . E que se torna mais complicada, quando o obrigam a provar justamente que você existe. Como se as autoridades deste país quisessem sugerir que, para eles , sua vida é questionável. Enfim, eles não estão convencidos de que você pertença ao mundo deles, dos vivos. Tanto assim é que, entra ano sai ano, você é chamado a se dirigir a um banco para provar que está vivo. Nada os induz do contrário: nem sua carteira de identidade, seu CPF, sua ficha […]


Lino Moreira

Cadeira 08


Antissocial

27 de janeiro de 2021

Há poucos meses, dei aqui pequena nota sobre Delfim Moreira, presidente provisório do Brasil (1918-1919). O eleito para o período 1918-1922, Rodrigues Alves, ocupante do cargo entre 1902-1906, morreu em 1918, durante a pandemia da Gripe Espanhola, antes de tomar posse pela segunda vez. Delfim, vice-presidente, assumiu com a missão de preparar nova eleição, conforme mandava a Constituição brasileira da época. O antecessor imediato de Delfim foi seu primo Wenceslau Brás (1914-1918). Havia um problema com Delfim infelizmente. Ele tinha esclerose precoce. A doença o levava a alternar momentos de completa lucidez com outros de comportamentos absolutamente bizarros e desligados […]