Artigo do Ocupante

A indústria audiovisual maranhense

Joaquim Elias Nagib Pinto Haickel

16 de julho de 2022

A cidade de São Luís e o estado do Maranhão já foram, episodicamente, palco de produções audiovisuais de repercussão nacional.

Tivemos por aqui a gravação do filme “Uirá, um Índio em Busca de Deus”, dirigido por Gustavo Dahl, com base no livro de Darcy Ribeiro, em 1972; “A faca e o Rio”, baseado na obra de mesmo nome, de Odilo Costa, filho, dirigido pelo cineasta holandês, George Sluizer, em 1973; “Carlota Joaquina, Princesa do Brasil”, dirigido por Carla Camurati, em 1985; a novela “A Cor do Pecado”, da Rede Globo, de 2004; E o filme “Casa de Areia”, de 2005, dirigido por Andrucha Waddington, são os mais relevantes.

Outras importantes produções foram realizadas por aqui, como cenas de um filme da Marvel que usou o cenário dos Lençóis Maranhenses como um deserto onde acontece uma batalha entre heróis e vilões, além de diversos documentários, séries e ensaios fotográficos de agências de modelos internacionais.

No entanto, apenas em 2021 um filme de grande porte foi totalmente produzido e rodado em terras maranhenses, em São Luís, mais especificamente.

Trata-se do “Projeto Arcanos”, que deu origem ao filme “Tire 5 Cartas”, que conta a história de Fátima e de sua típica família ludovicense, e que tem em seu elenco, Lilia Cabral, Stepan Nercessian, além de diversos atores, atrizes e técnicos maranhenses.

“Tire 5 Cartas” é uma comédia de costumes que vai fazer os expectadores rirem e se emocionarem, ao mostrar a vida de pessoas comuns, com as quais todos se identificam.

Esse filme é o marco histórico que transformará São Luís e o Maranhão, em um importante polo de produção cinematográfica de nosso país, trazendo para cá inclusive, produções internacionais.

O projeto teve em parte o apoio da Lei de Incentivo à Cultura, através do patrocínio da Equatorial e do Mateus, além do apoio de algumas empresas e instituições que reconheceram a importância dessa ação. A outra metade do investimento para realização deste filme foi custeada pela Guarnicê Produções.

“Tire 5 Cartas” será lançado nos cinemas de todo Brasil no último trimestre de 2022 e em seguida será exibido pelos canais do grupo Globo.

Os maranhenses, já há bastante tempo, demonstram que são bons cineastas, exemplo disso são os trabalhos de Al Danúzio, Arturo Saboia, Aurea Maranhão, Ben-Hur Real, Beto Matuck, Beto Nicácio, Breno Ferreira, Breno Nina, Cícero Filho, Erlanes Duarte, Euclides Moreira Neto, Fernando Baima, Francisco Colombo, Fred Machado, Iramir Araújo, Isa Albuquerque, João Ubaldo de Moraes, Lucas Sá, Manu Sheury, Markim Araújo, Mavi Simão, Murilo Santos, Rafaela Gonçalves, Rose Panet, Taciano Brito, dentre outros.

O cinema maranhense tem sido selecionado para participar de inúmeros festivais nacionais e internacionais de cinema e tem ganho muitos prêmios, com seus excelentes longas e curtas metragens, nas categorias de ficção, documentário e animação.

O Polo de Cinema do Maranhão já é uma realidade e isso se comprova com a produção de um episódio de um Reality Show apresentado pela Xuxa e a gravação dos capítulos iniciais da próxima novela das 21 horas da Rede Globo, “Travessia, que inclusive tem o ator maranhense, Romulo Estrela, como um dos protagonistas.

É hora de todos apoiarem o cinema maranhense, lembrando que essa é uma indústria 100% não poluente, que em nosso país é maior em volume de negócios e em empregabilidade de mão de obra, que as indústrias têxtil e automobilística juntas, e que tem a peculiaridade de deixar no local onde ela se desenvolve, dois terços dos recursos nela investido.