Notícias

Acervo do professor Ribamar Caldeira é doado ao IHGM

16 de julho de 2016

Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão receberá os livros da biblioteca particular do sociólogo e professor e os disponibilizará em sala batizada com o nome dele

Obras raras integram a biblioteca particular do sociólogo e professor (Foto: Divulgação)

Obras raras integram a biblioteca particular do sociólogo e professor (Foto: Divulgação)

Amante dos livros, o professor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), sociólogo, cientista político e membro da Academia Maranhense de Letras (AML), José Ribamar Chaves Caldeira, falecido em 2003, teve sua biblioteca, com cerca de dois mil volumes, doada para o Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (IHGM). A instituição instalará, em sua biblioteca, uma sala que receberá as obras e será batizada com o nome do professor. Além dos livros, serão dadas algumas obras de arte e móveis.
A doação – cuja formalização será no dia 22, às 16h, na sede do IHGM – foi feita pela viúva de José Ribamar Caldeira, Marlene de Castro Caldeira. “Hoje, estou mais tranquila, pois sei que o acervo estará em um bom lugar e poderá ser aberto ao público, o que nos deixa muito contentes”, diz Marlene Caldeira, com quem Ribamar Caldeira teve três filhos, todos residentes em São Paulo.
De acordo com Marlene Caldeira, a biblioteca tinha cerca de dois mil e seiscentas obras, mas alguns foram doados para uma universidade do município de Pedreiras, cidade natal do professor. “A ideia primeira era mandar os livros todos para lá, mas por alguns problemas isto acabou não acontecendo”, relembra.
Por intermédio de um amigo em comum, a viúva propôs levar o acervo para a Biblioteca Pública. “Mas, lá eles também não tinham espaço. Foi quando a diretora nos indicou o IHGM e hoje sei que era mesmo para lá que os livros deveriam ir”, salienta.

Sociologia
José Ribamar Caldeira é considerado um dos precursores da sociologia e da ciência política no Maranhão. Na Academia Maranhense de Letras, ocupou a cadeira número 8 e entre os livros que publicou destaque para “A ANL no Maranhão” e “O Maranhão na literatura dos viajantes do século XIX”. Sua biblioteca é formada, em grande parte, por livros das áreas de ciências sociais e humanas.
O presidente do IHGM, Euges Lima, explica que para a instituição é uma honra receber o acervo do professor. “O acervo somará à biblioteca Hédel Ázar, do IHGM, que hoje está sendo reformada. Os livros serão instalados em uma sala que levará o nome do professor Caldeira. No IHGM a biblioteca será mantida como uma unidade, como está hoje. Porque uma das preocupações é não dispersar o acervo”, diz Euges Lima.
A previsão é de que a reforma da biblioteca seja finalizada em setembro, quando será aberta aos pesquisadores, alunos e professores. A biblioteca da instituição será instalada em um espaço de 100 metros quadrados e ocupará um andar do prédio que sedia a instituição, localizado na Rua de Santa Rita, Centro de São Luís.
Ribamar Caldeira nasceu em Pedreiras (MA) em 21 de julho de 1940 e iniciou sua carreira no magistério superior na UFMA por meio de concurso público em 1971, onde lecionava no Departamento de Sociologia e Antropologia.
Doutorou-se pela USP(1989) com a tese “Origens das indústrias no sistema agroexportador maranhense (1875-1895)”, em que analisou a formação da instalação de um parque fabril em região do nordeste brasileiro no final do século XIX.
Transitou nas áreas de História, Economia Regional, Sociologia, Antropologia e Ciências Políticas. Faleceu em São Luís no dia 23 de julho de 2003, pouco depois de completar 63 anos.