Teatro Escolhido

Contista, romancista, dramaturgo, crítico de cinema, ensaísta e professor universitário da área de línguas, dominando, como um nativo de formação acadêmica esmerada, os idiomas francês e inglês, um dos fundadores da Universidade Federal do Maranhão, Fernando Otávio Moreira seria uma personalidade de respeito, no Brasil, não tivesse sofrido a maldição de ter nascido maranhense e permanecido na terra berço por toda sua vida.
Rico na sua história literária, com nomes à frente de todas as revoluções estáticas na área das letras feitas no Brasil, o maranhense, para impor sua verdade estética, sempre teve que migrar. Assim foi com Gonçalves Dias, os irmãos Azevedo, Sousândrade, Ferreira Gullar, Odylo Costa Filho, Viriato Correia, saudável rotina que, em tempos mais recentes, se estendeu com Franklin de Oliveira, Josué Montello, Lucy Teixeira, Lago Burnett, José Louzeiro, sem falar dos músicos, artistas plásticos, coreógrafos, bailarinos, carnavalescos (João Jorge, mais conhecido como Joãozinho Trinta, responsável pela revolução do carnaval carioca) e todos os demais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carrinho de compras