A ilha (Novela)

Os menos avisados podem ser tentados a incluir esta história no gênero ficção científica: no que cometerão uma injustiça de avaliação à rica vida cotidiana desta fantástica cidade de São Luís e arredores. A começar pelos personagens, todos carinhosamente resgatados ao dia-a-dia de nos¬sa vida cultural, e das locações onde essa gente se movimenta. No meu entender raras cidades brasileiras guardam um acervo de lendas tão rico como São Luís, senão vejamos: Nossa Senhora desce em pessoa do seu conforto celeste para fundir balas com as quais os portuguesas rechaçariam os holandeses; Dom Sebastião desaparece no meio de um arranca-rabo na África, vem para São Luís onde vira serpente e passa a viver com sua corte na parte encantada dos subterrâneos da cidade;

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carrinho de compras