Literatura e arte do empreendedorismo em parceria

Academia Maranhense de Letras e Sebrae se juntam em projeto que visa edições de revistas literárias
\"Diretor

A Academia Maranhense de Letras (AML) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) firmaram uma parceria que visa incentivar a divulgação da literatura maranhense e o resgate histórico dos grandes nomes do empreendedorismo no estado. O acordo começou a ser traçado ano passado, quando as duas instituições estreitaram conversa.

Nos termos da parceria, o Sebrae patrocina a impressão de quatro edições da AML – publicação datada de 1919 para divulgar, entre outras, as ações da Casa de Antônio Lobo, trabalhos e colaborações acadêmicas e homenagens a literários. As edições também contemplarão uma parte da história do empreendedorismo no Maranhão, pois trará trabalhos referentes à vida e à obra de grandes empreendedores maranhenses.

Em contrapartida, a AML compromete-se a doar obras literárias para o acervo da biblioteca da Escola de Formação Empresarial do Sebrae (EFG), além de realizar palestras e debates sobre Literatura e Empreendedorismo nas escolas.

“A Academia sabe do seu papel como promotora e divulgadora da cultura maranhense, por isso quer sair do casulo e despertar os mais jovens para a importância do livro literário, ao mesmo tempo que dá continuidade à trajetória histórica do Maranhão”, diz o presidente da AML, Benedito Buzar.

“Entendemos que, como instituição de fomento, daremos nossa parcela de contribuição à sociedade maranhense, estimulando o empreendedorismo por meio da vida e dos feitos de homens e mulheres que ousaram ir além de suas possibilidades por acreditarem em uma ideia, um sonho audacioso, uma proposta inovadora, resultando em sucesso”, ressaltou o diretor superintendente do Sebrae, João Martins, informando que alguns pesquisadores têm trabalhos prontos para serem editados e impressos.

Alunos

Cinco imortais da AML, em visita à Escola de Formação Gerencial do Sebrae (EFG) mantiveram um bate-papo com informações, conhecimentos e troca de experiências, além de tirarem dúvidas e disseminarem preceitos sobre a importância da leitura para a formação pessoal e profissional. Falaram ainda sobre o papel da Casa de Antônio Lobo para a salvaguarda da produção literária e histórica do estado. Estiveram presentes o presidente da AML, Benedito Buzar, acompanhado pelos pares José Carlos Souza e Silva, José Ewerton, Natalino Salgado e Sebastião Duarte.

Para a aluna Yasmin Lobato, o momento foi proveitoso para compartilhar seu sonho de ser escritora, tendo a oportunidade de ouvir um pouco quem entende do assunto. “Foi uma experiência ímpar conversar com eles e saber mais sobre a importância do ato da leitura e, principalmente, sobre a valorização que devemos dar à Literatura Brasileira como forma de dar continuidade a esse legado”, comentou.

“Ver a forma em que eles aproveitaram esse momento discutindo temas relevantes sobre a literatura é motivo de satisfação e o sentimento de que estamos no caminho certo, formando empreendedores que podem ter um bom desempenho nas mais diversas áreas do mercado”, disse a gerente da EFG, Miosótis Lúcio.

 

Fonte: OEstadoMA.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carrinho de compras