Oito décadas celebrando as letras

O escritor Joaquim Itapary lança, ao completar 80 anos de vida, o livro “Armário de Palavras”, crônicas antes publicadas nas páginas do jornal O Estado
\"Joaquim

SÃO LUÍS – Para celebrar seus 80 anos completados em 2016 e resgatar textos que foram publicados nas páginas do jornal O Estado entre os anos de 2000 a 2015, o membro da Academia Maranhense de Letras (AML), escritor Joaquim Itapary, lança hoje, às 18h30, no Hotel Brisamar (Ponta d’Areia), o livro “Armário de Palavras”. Trata-se de uma compilação de crônicas sobre temas variados, reunidas em ordem cronológica.

O imortal, que escreveu às quintas-feiras na coluna Hoje é Dia De…, do caderno Alternativo, reúne, em quase 450 páginas, textos nos quais expressa sua opinião sobre temas que vão desde política, passando pela história, natureza e o dia a dia da cidade. “Gosto da crônica por ser um gênero flexível, há uma liberdade literária e narrativa e os textos são uma forma de participar da coletividade, expressando minha opinião sobre o mundo”, diz Joaquim Itapary, ressaltando que a necessidade de reunir seus escritos em um livro é de ordem prática. “Trata-se de consolidar num meio de consulta mais rápido”.

Para esta edição, o autor deixou de fora, propositadamente, a novela “Hitler no Maranhão ou o Monstro de Guimarães”, que tomou a forma de livro em 2011 depois de ter sido publicada em capítulos em O Estado e ainda partes de outra novela, “Fé e fogo em pureza”, que começou a ser publicada no matutino, mas que ainda será finalizada. A previsão, conforme o autor, é de que esta novela fique pronta em cerca de oito meses.

Outros textos excluídos foram os referentes à pesquisa que Itapary realiza sobre o padre Antônio Vieira. Mesmo tendo publicado alguns deles no mesmo periódico, o escritor optou por não incluí-los neste livro. “Quero fazer um livro contendo sermões e cartas escritas por Antônio Vieira ou que fazem referência ao Maranhão ou que foram escritos no Maranhão. Mas esta pesquisa, embora já tenha muita coisa reunida, é enorme e necessito de uma equipe para trabalhar neste projeto o que pressupõe recursos financeiros que vou tentar obter por meio de editais de incentivo”, adianta Itapary.

Edição – Para realizar o trabalho de catalogação dos textos reunidos em “Armário de Palavras”, Joaquim Itapary contou com a ajuda preciosa dos amigos e escritores Salomão Rovêdo e Aurora da Graça Almeida que fizeram, ao lado do escritor, o trabalho de pesquisa, digitação e organização dos textos. “Passamos cerca de um ano fazendo este trabalho. Resgatamos quase todos os textos, inclusive muitos que acabaram extraviados por conta das mudanças de computadores e outros percalços”, lamenta Itapary.

Esta não é a primeira vez que o escritor reúne suas crônicas publicadas no Jornal O Estado. Antes de “Armário de Palavras”, o escritor publicou, em 2000, o livro “Sob o sol”, no qual reuniu artigos escritos entre 1993 a 2000. “Assim, nestes dois livros encontram-se crônicas produzidas nos últimos 22 anos, por um escritor que se mantém em posição de justo desataque entre os intelectuais maranhenses”, escreve, em nota sobre a edição, o presidente da AML, Benedito Buzar. “Armário de Palavras” sai pelo selo da Academia Maranhense de Letras e foi aprovado em edital de 2014 da Fapema, o que cobriu parte dos custos do livro.

Consumidor de livros, Joaquim Itapary se define como um leitor compulsivo. Em sua biblioteca há de quase tudo. História, literatura, poesia, geografia, entre outros. Entre seus autores preferidos estão nomes como Guimarães Rosa, Machado de Assis, Raquel de Queiroz e o paraense Dalcídio Jurandir. “Atualmente estou relendo ‘Iracema’, romance fantástico de José de Alencar”, comenta Itapary que tem, em sua bibliografia, diversos livros sobre a geopolítica do Maranhão, além de livros como “Onde andará Willy Ronis”, “Do incerto ao ócio”, “A falência do ilusório”, entre outros.

Joaquim Itapary ocupa a cadeira número 4 da Academia Maranhense de Letras. Natural do município de São Bento, também integra a Academia Sanbetuense.

Serviço

O quê

Lançamento do livro “Armário de Palavras”, de Joaquim Itapary

Quando

Hoje, às 18h30

Onde

Hotel Brisamar, Ponta d’Areia

Preço do livro

R$ 50,00

Sobre “Armário de Palavras” e seu autor

“Sua crônica, irreverente, liberta e libertária, cerca-se às vezes de uma ironia refinada e devastadora. Mas, o que é melhor, há um incomum valor na forma de dizer; amiúde, sua linguagem arma-se de inefável beleza, valor indispensável para fazer fruir a emoção sem a qual toda arte nasce morta”

Arlete Nogueira da Cruz, escritora

“Herdeiro do autêntico e verdadeiro humanismo forjador do notável espírito maranhense, Joaquim Itapary, portador de vasta e eclética cultura, é sem dúvida um dos nomes mais importantes e respeitados de nossas letras”

Nauro Machado, poeta

“Quase sempre seu texto é a poesia em prosa, num nível de elaboração que se faz raro na língua portuguesa”

Napoleão Saboia, jornalista

“É um artista na arte de bem escrever”

Fernando Braga, escritor

Fonte: OEstadoMA.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carrinho de compras